sábado, 21 de maio de 2011

Carta para uma codependente



 ...Só por hoje eu não quero mais chorar
Só por hoje eu espero conseguir
Aceitar o que passou o que virá
Só por hoje vou me lembrar que sou feliz
...Só por hoje eu não vou me machucar
Só por hoje eu não quero me esquecer
Que há algumas pouco vinte quatro horas
Quase joguei a minha vida inteira fora
(Só por hoje - Legião Urbana)



Querida EU, estamos aqui não estamos? Isso significa que estamos bem, que bom! Chegamos ao momento em que deixamos de sobreviver e voltamos a viver.

Eu tive medo, medo por nós, pensei que esse dia não chegaria jamais, você dizia para mim que tudo isso ia passar e eu perguntava de volta: Quando? Essa era a única dúvida que eu me permitia ter, porque durante aquele tempo todo, eu não me permitia ser fraca comigo mesma. Você deve estar se perguntando agora: - E isso não é ótimo, não se permitir ser fraca? E eu te respondo minha queria EU: - Não, isso é péssimo, porque foi agindo dessa forma que camuflamos a nossa doença, nós não nos permitimos chorar quando a situação era desesperadora porque isso poderia deixar "Ele, o nosso protegido" totalmente perdido e nós não queríamos isso, tudo o que queríamos, era a recuperação dele, nada era mais importante para nós do que isso, nem mesmo a nossa saúde que gradativamente foi definhando, nós nem se quer nos demos conta disso.

Nós não nos permitimos pensar em nós mesmos durante o tempo em que seguimos com ele nessa jornada.

Você se lembra de quando perguntou pra ele se ele estava usando drogas? Ah, querida EU, lembro-me
perfeitamente que você quis com todas as suas forças que ele estivesse falando a verdade ao negar a sua afirmação, mesmo, você tendo certeza do que estava falando. Isso te machucou não foi? Te cortou por dentro como uma lâmina afiada rasgando a fita de cetim, porque a partir desse dia em diante, nós, EU e

Você, travamos uma batalha interna uma contra a outra. Eu via o perigo se aproximar, eu via que você estava se entregando a essa doença chamada Codependência, e você nada fazia para mudar isso, você só se preocupava com ele, você foi capaz de transferir para ele todas as suas expectativas de ser feliz, ou não.

Teve aquela vez que ele desapareceu por quatro dias, para usar drogas, você se perguntava se ele estaria comendo, se estaria com fome, se estaria dormindo, enquanto que você passou esses quatros dias praticamente sem comer e literalmente sem dormir, mas, e daí, não é mesmo? Você não se importava com você, você não se dava conta de que precisava estar bem fisicamente e mentalmente para poder ajudá-lo, você se anulou e não percebeu que se anulando, não poderia ajudá-lo como queria, sabe por quê? Porque como você podia dizer para ele que ele precisava lutar, que ele precisava ter forças, se amar novamente, se encontrar novamente enquanto que ele via você se destruir lentamente, você acreditava nas mentiras dele e se fazia de forte na presença dele, enquanto que na verdade, você já estava fraca demais para encarar a realidade e consequentemente, você não podia ajudá-lo mais como antes. Nem chorar, você nos permitia mais fazer, as lágrimas passaram um bom tempo presas em nossos olhos, tudo porque você achava que se nós chorássemos, estaríamos entregando os pontos, estaríamos assumindo que não tínhamos sobre ELE, o poder que achávamos que tínhamos. A verdade é que você, minha querida Eu, demorou a perceber que Ele, na condição de adicto e dependente, não se amava mais e consequentemente, você não podia exigir dele que ele parasse em nome do amor que um dia existiu entre vocês, ele havia perdido a referência dele do que era o amor, porque na vida dela, só importava o alívio que a próxima “fumada” lhe traria.

No começo de tudo, você se sentia forte e achava que conseguiria lidar com isso sem maiores danos, mas, o tempo foi passando e levando com ele até mesmo o nosso peso, nós emagrecemos assustadoramente com o passar dos meses e nem sequer nos demos conta não é mesmo? Afinal, nós não nos víamos mais o nosso reflexo no espelho, só víamos ele e com isso, deixamos de existir e passamos a ser à sombra dele, ou simplesmente a nossa sombra.

Como demorou para você se dar conta de que estava adoecida e precisava de ajuda! Mas, eu me orgulho de você, minha querida Eu, me orgulho porque mesmo você cometendo um erro que foi o de perder a sua Fé em você mesma, você nunca perdeu a sua Fé em Deus e com isso, nunca perdeu a sua Fé nele, o nosso “protegido” e foi essa Fé que nos salvou do pior.

Agora, que estamos melhor, precisamos somente nos manter firmes porque a grande verdade é que nós somos uma codependente e sempre seremos. Assim como o dependente químico, o codependente não se recupera, ele está sempre em estado de recuperação. E nós estamos em estado de recuperação, todos os dias, Só por Hoje.

9 comentários:

  1. Oi, recebi um comentário seu em meu blog: www.viagemdarecuperacao.blogspot.com
    Obrigado pelas palavras, tenha certeza que lerei seu blog, pois sei que vai me ajudar a crescer!
    Estou preparando um post sobre minhas recaídas, logo estará no ar, assim que estiver pronto lhe aviso tá!
    Se quiser se comunicar este é meu e-mail: ap.ortega@hotmail.com

    Abraços

    SPH!!!

    ResponderExcluir
  2. Oi Fernando, já te enviei um e-mail, manteremos contato, estarei aguardando o seu novo post, com certeza, tenho muito a aprender com vc!

    Abço.

    SPH!

    ResponderExcluir
  3. estou sofrendo demais com meu marido ele simplesmente esquece dos filhos e de mim.
    tive AVC.
    hoje ele tem dinheiro.ajudei ele demais na vida e agora nao sou nada pra ele.
    me ajudem por favor a aceitar q nao errei minha vida toda,achando q conhecia ele pos agora nao reconheço mais esse homen. lia

    ResponderExcluir
  4. Lia, minha querida, me manda um e-mail no giulliangel@gmail.com, vamos conversar, vamos trabalhar essa dor em você, por para fora, estou aqui para ouvi-la, sinta-se verdadeiramente acolhida por mim nesse momento e o que estiver ao meu alcance para ajudá-la, para tirá-la desse sofrimento, eu farei.
    Eu costumo dizer que o que tenho a oferecer é a minha história e são as minhas palavras, espero poder ajudá-la.
    Aguardo ok? Beijos, que seu caminho se ilumine! estamos juntas e juntas somos mais fortes!

    ResponderExcluir
  5. quero tentar compreender oq perdi
    e onde errei,me engano sempre
    depois do meu AVC FIQUEI SEM FALA MEU CABELO CAIU,MINHA AUTOESTIMA ESTA A ZERO,ELE SAI FALA Q NAO ME AMA MAIS.NAO ACEITA A RECAIDA FALA Q SO BEBE MAIS NAO USA MAIS COCAINA MAIS EU SEI Q ESTA,COM MULHERES E COCAINA.
    SE TIVER ALGUEM Q POSSA ME OUVIR ME ADD lia.detect@hotmail.com

    ResponderExcluir
  6. Querida Lia, estou lhe mandando um e-mail, antes de falarmos sobre a dependência do seu marido, vamos falar de você ok? Você está em primeiro lugar, você precisa estar bem, por você.
    O fato dele dizer que não a ame mais, não está relacionado necessariamente com as consequencias do AVC, talvez, você poderia estar como a mulher mais linda do mundo e ainda sim, ele demonstre tal "agressividade", porque ele está doente, as drogas fazem isso mesmo, ela é capaz de mudar a personalidade da pessoa.
    Bom, falaremos por e-mail.
    Sinta-se abraçada nesse momento, não a conheço, mas, conheço a dor que as drogas causam.
    beijos

    ResponderExcluir
  7. escrevi pra vc amiga
    estou em duvidas se vc recebeu
    bjs obrigada pela força

    lia

    ResponderExcluir
  8. Lia, estou lhe respondendo por e-mail! Força querida, está na hora de você parar de sobreviver e passar a viver!
    Beijos

    ResponderExcluir
  9. não sei maismoque pensar ou fazer, hoje meu marido saiu dizendo que ia levar o carro na mecanica mas nao voltou eu sei ele esta usando droga (crack) ja lutei d+ por ele realmente estou em cima do muro quero continuar mas ao mesmo tempo quero ir embora e cuidar da minha vida.........

    ResponderExcluir

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...